sexta-feira, 24 de julho de 2015

Gorilas

Um parente dos chimpanzés e humanos é, também, o maior primata moderno: o gorila. Os gorilas foram sempre vistos como monstros da selva, criando a base da imagem do poderoso monstro de cinema: o King Kong. No entanto, os gorilas são bastante pacíficos e muito raramente comem carne. Estes primatas são o equivalente a cordeiros, no mundo dos primatas: gentis e vegetarianos. E, para além disso, vai encontrar bastantes semelhanças entre eles e nós. Surgiram há 8 milhões de anos e, hoje, existem duas incríveis espécies (cada uma com duas subespécies), mas estão a desaparecer rapidamente e estamos a perder gigantes exemplares.


O gorila-ocidental-das-terras-baixas (Gorilla gorilla gorilla) é uma subespécie do gorila-ocidental (Gorilla gorilla).
É a subespécie de gorila mais comum em jardins zoológicos. Um exemplar famoso destes gorilas é o Floco de Neve, o único gorila albino conhecido. Nasceu em 1964 e morreu em 2003, com quase 40 anos de idade. Este macho sofreu uma alteração genética durante o seu desenvolvimento que o tornou branco. Na natureza, um gorila branco não teria grandes problemas de sobrevivência, pois nenhum predador natural consegue atacá-lo e a coloração não faria diferença. Felizmente, este gorila viveu no zoo e os caçadores furtivos veriam um gorila branco na selva e abateriam-no.


O gorila-do-rio-cross (Gorilla gorilla diehli) é uma outra subespécie do gorila-ocidental. É um dos primatas mais ameaçados, existindo cerca de 150 destes exemplares vivos!
Os gorilas são bastante inteligentes. Conhece-se exemplares que usam paus longos para testar a profundidade da água e, assim, ter a certeza de que podem atravessar. Os gorilas também podem aprender a língua gestual. Num caso, uma gorila fêmea comunicou com o seu tratador, a partir da língua gestual inglesa, de que queria um gato de estimação para o seu aniversário... e assim foi!



O gorila-da-montanha (Gorilla beringei beringei) é uma subespécie do gorila-oriental (Gorilla beringei). É outro primata bastante ameaçado, com cerca de 880 indivíduos remanescentes.
Estes gorilas vivem em regiões mais montanhosas e alimentam-se de uma variedade de vegetais, desde aipos, couves, fetos, frutos, flores e ervas, mas pode complementar a sua dieta com insectos, como térmitas.
São bastante gentis, incluindo os machos. Apesar da sua força ser suficiente para arrancar uma cabeça humana, raramente a usam para a luta e, em vez disso, usam-na para quebrar caules e troncos grossos. As lutas entre machos são raras e, em vez disso, demonstram a sua estatura e aparência.


O gorila-das-terras-baixas-oriental (Gorilla beringei graueri) é uma outra subespécie de gorila-oriental.
Apesar da raridade das lutas, quando estas acontecem, os resultados podem ser fatais. Semelhantes a lutadores de sumo, os gorilas têm uma arma extra, para além da força: os dentes caninos. Estes dentes são maiores que qualquer outro hominídeo e perfuram a carne e couro dos seus adversários.
O gorila é o maior e mais forte de todos os primatas, um titã comparado com o mais pequeno dos primatas: o lémur-rato (quase 20 vezes mais pequeno que um gorila).

1 comentário: