sábado, 11 de outubro de 2014

Moluscos II

Os moluscos são invertebrados marinhos que vivem hoje em várias formas e tamanhos (desde milímetros até metros). Surgiram há 540 milhões de anos e surgem em várias formas de defesa, reprodução, alimentação e inteligência. Nesta edição de "Moluscos II" vamos falar sobre as características e curiosidades gerais sobre os moluscos.


Os moluscos são um filo de invertebrados marinhos, de água doce ou terrestres e que constituem animais como os caramujos, as ostras e as lulas.

A maioria dos moluscos vive na água, mas existem várias formas de caracóis terrestres.

Os moluscos são os animais mais numerosos, depois dos artrópodes (93 000 espécies confirmadas, 200 000 espécies vivas estimadas e 70 000 espécies pré-históricas) e inclui várias espécies que nos são familiares. O filo constitui animais como as ostras, as lulas, os polvos e os caramujos.


Variam desde pequenos caracóis e amêijoas até aos maiores e mais inteligentes, polvos e lulas. Talvez o maior molusco de todos é a lula-colossal; um exemplar congelado encontrado por pescadores media 14 metros e pesava 450 kg.

Quanto à alimentação, os gastrópodes (caracóis, lesmas) e os cefalópodes (polvos, lulas) têm uma rádula, formada por dentículos quitinosos que raspam o alimento.

O sistema circulatório é aberto (ou seja, se um caracol tiver um arranhão, morre esvaído de sangue), mas os cefalópodes são uma excepção, pois exigem alta pressão para se movimentarem debaixo de água.


Os moluscos têm reprodução sexuada (significa que a espécie tem macho e fêmea), excepto algumas ostras e lesmas-marinhas que se reproduzem a partir do hermafroditismo.

Podem fazer a fecundação externa (o espermatozóide do macho é libertado na água e a fêmea liberta o óvulo, fertilizando-o fora do corpo dos progenitores) ou interna (onde o espermatozóide fertiliza o óvulo directamente no corpo da fêmea).


A estrutura muscular dos moluscos é muito avançada e daí terem um pé útil para se movimentar. No caso dos cefalópodes, o pé foi transformado em tentáculos.








Ordens de moluscos:

  • Polyplacophora (moluscos com uma concha dura e que podem ficar bem colados às rochas)
  • Monoplacophora (semelhantes às lapas, pertencem a uma linhagem muito antiga de moluscos)
  • Bivalvia (moluscos com conchas divididas em 2, incluindo ostras, mexilhões, conquilhas e amêijoas)
  • Scaphopoda (com concha carbonata aberta dos dois lados e que normalmente tem a forma de uma corneta)
  • Gastropoda (moluscos com uma concha univalve, como os caracóis e as lapas, ou sem concha, como as lesmas e as lesmas-marinhas)
  • Cephalopoda (movimentam-se a partir de um sifão, têm tentáculos e têm normalmente concha interna, chocos e lulas, concha externa, náutilos, ou sem concha, polvos)
  • Rostroconchia (antepassados dos bivalves, actualmente extintos)
  • Helcionelloida (moluscos extintos, semelhantes aos caracóis)



Ostras, mexilhões e outros moluscos são muito importantes para petiscos deliciosos e para a gastronomia (não há nada que se compare ao marisco português)! Não abusemos disto, pois, no Japão, é comum os acidentes de contaminação feita por químicos de bivalves que são ingeridos pelos consumidores!








Vídeos sobre moluscos:

Como é que os mexilhões alimentam-se:


















A incrível inteligência do polvo é quase tão incrível que não consigo mencionar todos os factos, mas tenho de mostrar a incrível camuflagem inteligente do polvo-mimíco:


















Quanto a moluscos pré-históricos, temos o enorme Cameroceras, um parente das lulas e polvos, mas com o tamanho de um camião:


1 comentário: