quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Escaravelhos

Os escaravelhos são todas as espécies pertencentes à família Scarabeidae. De todas as famílias de animais existentes, esta é a mais numerosa de todas: mais de 30 000 espécies!!! Aí temos os bosteiros, os lucanos, as joaninhas, etc.

Existem cerca de 22 géneros na família Scarabeidae:

  • Agestrata
  • Augosoma
  • Canthon
  • Chrysina
  • Chalcosoma
  • Chelorrhina
  • Cheirolasia
  • Cheirotonus
  • Cotinis
  • Dynastes
  • Euchirinae
  • Eudicella
  • Goliathus
  • Megsoma
  • Onthophagus
  • Pachnoda
  • Phanaeus
  • Plusiotis
  • Ranzania
  • Rhomborrhina
  • Scarabaeus
  • Stephanorrhina


O género Dynastes constitui os escaravelhos-rinocerontes.

Os escaravelhos-rinocerontes pertencem também a vários outros géneros. Normalmente são grandes e têm um chifre característico por cima da cabeça. Existem várias espécies nas florestas tropicais do Mundo, mas podem ser encontrados também em regiões temperadas, como aqui em Portugal.
Alguns podem ser tão grandes e tão fortes que podem levantar um peso de 30 kg! Podem levantar o equivalente a nós levantarmos ma baleia-azul!
Estes insectos são considerados os mais fortes de todos, ainda mais que as formigas. No entanto, são gentis e alimentam-se principalmente de fruta, néctar e madeira morta.
Apesar do seu chifre, o escaravelho está rodeado por predadores pois não usa esta arma para se defender, mas para lutar contra outros machos escaravelhos.


O género Goliathus pertence a um grupo de insectos que são os maiores do Mundo.

Este é o golias-gigante, ou escaravelho-golias. Mede mais de 11 centímetros de comprimento e vive nas florestas remotas da África Central.
Alimenta-se principalmente de fruta, folhas e madeira morta. São muito pesados (as larvas pesam cerca de 100 gramas!) o que os torna gigantes!
O seu ciclo de vida ainda não foi bem compreendido, mas já se conseguiu criar escaravelhos-golias em cativeiro, do ovo até à idade adulta, tendo sido alimentados a partir de rações especiais como com os cães e gatos domésticos.
O nome escaravelho-golias foi dado a este insecto por causa do seu tamanho colossal em comparação aos outros insectos.
Uma curiosidade sobre este escaravelho gigante é a de que consegue voar com os élitros fechados! Os élitros são a parte dura que cobre as asas. Na maior parte dos escaravelhos, os élitros abrem-se e as asas saem para voar, mas aqui não!
Não vejo o porquê de ainda não se tornarem animais de estimação populares na nossa cultura e nas outras à volta do Mundo.



Escaravelhos impressionantes:

No Chile, o escaravelho-de-Darwin trepa pelas árvores. É uma espécie de lucano, mas com mandíbulas proeminentes muito maiores. Na época de acasalamento, o escaravelho-de-Darwin prende a fêmea com as suas enormes mandíbulas para fazer uma espécie de jaula. Presa, a fêmea não pode escapar ao acasalamento!

Na América do Norte, os desertos têm vários tipos de insectos. Um deles é o besouro-tigre. É o insecto mais rápido de todos podendo correr a 20 km/h! Se tivesse o tamanho de um ser humano adulto atingiria os 1060 km/h! São tão rápidos que fazem um click ténue quando começam a correr, por essa razão os americanos muitas vezes chamarem-nos "click beetles".

Na expedição de Charles Darwin, quando foi à Amazónia, descobriu várias espécies de escaravelhos muitas delas cheiravam mal e sabiam mal (ele sabia disso porque provou)!

As joaninhas são escaravelhos e como toda a gente sabe, caçam pulgões alojados nas plantas. Mas existem joaninhas matreiras, podendo comer plantas...

Existe uma tribo africana que habita o Deserto do Calaári e que o seu alimento é em base de folhas secas e carne de animais herbívoros. Eles não têm setas portentosas para matar um animal do tamanho de uma gazela, mas a ponta não mata! A tribo colecciona casulos de escaravelhos escondidos no meio da areia e, misturado com algumas fragrâncias e pastas, pega-se num fio, amarra-se à ponta da seta, partem o casulo e tiram a larva que, com um ligeiro aperto segrega o veneno a partir da boca que só actua numa ferida e não na pele.

O bosteiro é um escaravelho muito conhecido. É preto e costuma rolar uma bola de esterco para se alimentar e pôr lá os ovos. Ao eclodirem as larvas abrem caminho comendo os excrementos até chegarem à superfície.

Existe um escaravelho vermelho que vive no Japão. Ao contrário da maior parte dos insectos, este escaravelho trata das crias. Mas é difícil ter estes filhos. A progenitora tem de ir buscar bagas caídas e podres para o ninho e tem de as ir buscar vezes sem conta. Os bebés são tão exigentes que a mãe morre de cansaço! Depois de as crias terem se alimentado do que resta do corpo da mãe migram até outro ninho de escaravelhos para infernizar a vida de outro adulto. Nem todas as mães morrem nesta tarefa, mas seria preciso muita sorte!

O escaravelho-escavador vive em solos férteis, húmidos e moles. Podem-se encontrar em cemitérios, regularmente. Uma carcaça de um musaranho, por exemplo, é levada para dentro do solo. Os pais envolvem o animal morto numa espécie de pasta que amolece a carne. Os pais alimentam-se de uma parte, mas a maioria da carcaça é o almoço das crias. Uma carcaça como esta pode durar semanas a ser comida toda.

Já imaginaram qual seria o brinquedo preferido das crianças pobres africanas? Depende da personalidade, mas muitos gostam de brincar com o brinquedo mais invulgar: um escaravelho amarrado a um fio e a continuar a voar!

Sem comentários:

Enviar um comentário